blog
The quick brown fox jumps over de lazy dog

The quick brown fox jumps over de lazy dog

Se usar um pc que tenha o inglês como linguagem de sistema, certamente já se cruzou a frase The quick brown fox jumps over de lazy dog. Se tiver a infelicidade de usar um pc com o sistema em português, é possível que encontre uma tradução da mesma. Infelizmente quem tomou essa decisão não sabia que estava perante um pangrama e simplesmente traduziu a frase.

Um pangrama é uma frase que contem todas as letras do alfabeto numa determinada língua. Quanto menos letras repetidas tiver, melhor o pangrama. No caso citado The quick brown fox jumps over de lazy dog, há oito repetições e nos sistemas em português devia ter sido escrito um pangrama adequado à nossa língua e não uma tradução. Os pangramas para a nossa língua podem ser simples, apenas com as letras do alfabeto ou com a incorporação dos diacríticos (sinais que mudam a pronúncia de determinado texto, por exemplo; cedilha e acentos).

Mas para que serve um pangrama? Julga-se que a necessidade deste deste tipo de frases tenha surgido como treino de técnica de escrita ou como teste de novas letras. Nesse caso, seria mais prático juntar numa frase com uma leitura normal, todos os caracteres de forma a analisar as suas formas e relações. Por isso foi adaptado aos sistemas informáticos de forma a facilitar a análise do aspecto de todas as letras de uma vez.

O primeiro registo que há do pangrama The quick brown fox jumps over de lazy dog data de 1885, publicado no jornal The Michigan School Moderator. A Western Union usava-a, adicionando os algarismos como teste para os telégrafos em meados do século XX.

Para a próxima actualização dos sistemas em português aqui fica aqui a minha singela oferta de um pangrama em português:

juiz e colega fazem tudo para que whisky baixe preço de venda.


Partilhe este artigo nas redes sociais:



O que achou? Tem comentários ou opiniões sobre este artigo?

Envie-nos o seu comentário